Campanha de Doação de Sangue será realizada amanhã (18) em São Sebastião

Os trabalhos ganham reforço com o whatsapp do GVDS (Grupo de Voluntários para Doação de Sangue) para abastecer o Hemonúcleo de Taubaté responsável por atender o LN

Os trabalhos ganham reforço com o whatsapp do GVDS (Grupo de Voluntários para Doação de Sangue) para abastecer o Hemonúcleo de Taubaté responsável por atender o LN

Uma ação solidária será realizada amanhã (18),  pelo  Hospital de Clínicas de São Sebastião nas dependências da Sectur(Secretaria de Cultura e Turismo), situada na Rua da Praia, no Centro Histórico da cidade.

Trata-se de mais uma Campanha de Doação de Sangue que terá início às 10h, A ação será encerrada por volta do meio dia.

A ideia, que agora ganha um reforço, ou seja, a internet, por meio do whatsapp, com o objetivo de divulgar as campanhas de doação de sangue bem como o projeto Carona Solidária de Doação de Sangue, visa abastecer o Hemonúcleo de Taubaté, responsável por atender as quatro cidades do Litoral Norte.

De acordo com o coordenador Hamilton Alonso, esta nova ação, ou seja, o whatsapp, foi adicionado ao GVDS (Grupo de Voluntários para Doação de Sangue) para atrair maior número de adeptos. “Precisamos muito dos voluntários como doadores e divulgadores de nossas campanhas, de nossas ações”, disse. “O doador de sangue é extremamente importante para a manutenção do estoque de sangue e hemocomponentes, e o GVDS tem imenso prazer em recebe-lo”, acrescentou.

Voluntário

Para ser doador é preciso atender a algumas condições básicas, entre elas, ter boa saúde, ter entre 16 e 65 anos de idade, pesar mais de 50kg e ter dormido bem na noite anterior à doação. Não há necessidade de estar em jejum, basta apenas evitar o consumo de alimentos gordurosos antes de doar.

Antes de proceder com a doação, o doador passa por um crivo de perguntas a fim de detectar certos empecilhos. Isto é, alguma doença transmissível pelo sangue (hepatites, B e C, vírus HIV e HTLV I e II, Doença de Chagas e Malária), tatuagem e/ou piercing feitas há pelo menos um ano e uso de bebida alcoólica nas últimas 12 horas anteriores à doação.

O uso de drogas ilícitas injetáveis, o comportamento sexual de risco e o portador de doenças transmissíveis pelo sangue, bem como as pessoas que fazem uso regular de alguns tipos de medicamentos – que deve ser analisado caso a caso – podem restringir a ação do voluntário em doar sangue.

Outro aspecto relevante diz respeito aos menores de idade, que devem ter o consentimento formal – por escrito – dos pais ou responsáveis. Outro esclarecimento refere-se aos doadores de primeira viagem; para estes, a idade máxima é de 60 anos.

Cuidados

Após a doação, o voluntário, segundo Alonso, deve seguir algumas recomendações como  fazer um lanche, tomar bastante líquido e descansar ainda na copa de doadores; permanecer no local de doação por pelo menos 15 minutos; aumentar a ingestão de líquidos nas próximas 24 horas; não fumar por duas horas e evitar bebidas alcoólicas pelo menos por oito horas.

Além disso, não é aconselhável ao doador usar o braço em que foi feita a doação para carregar peso ou fazer qualquer outro tipo de força, bem como praticar esportes, fazer esforço físico ou realizar atividades de risco, a exemplo de mergulho, pilotagem de avião, alpinismo etc.

O coordenador ainda adverte que, se após a saída do local de doação o doador apresentar alguma reação  à doação e necessitar de atendimento médico, o ideal é retornar ao local em que foi feita a coleta do sangue ou procurar o pronto-socorro mais próximo. “Se tiver problemas com o aparecimento de mancha roxa ou dor contínua no braço em que foi feito o procedimento, o doador deve procurar o nosso serviço ou o atendimento médico local mais próximo”, observou. “Arrecadar sangue para beneficiar quem dele necessita;  contribuir para a cura de enfermos e a manutenção dos estoques de sangue e seus derivados, no Hemonúcleo de Taubaté, assegurando sua disponibilidade à população através do Hospital de Clinicas de São Sebastião, é o nosso maior objetivo com esta ação”, concluiu Alonso.

Serviço: Outras informações sobre a campanha de doação de sangue e o GVDS Whatsapp podem ser obtidas pelos telefones (12) 3893-3235, 9 9628-5648  (Vivo) ou 9 8291-3630 (Tim), com Hamilton Alonso ou ainda pelo email: sangue.esperanca@gmail.com

(RF)

Foto: Divulgação

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

Protected by WP Anti Spam