Capitania dos Portos ouve hoje (05) pessoas sobre acidente com lancha “Frango” que matou mãe e filho em Bertioga

O Capitão dos Portos do Estado de São Paulo, Ricardo Gomes, afirmou que os relatos iniciais sobre o acidente indicam que houve imprudência do condutor da embarcação

O Capitão dos Portos do Estado de São Paulo, Ricardo Gomes, afirmou que os relatos iniciais sobre o acidente indicam que houve imprudência do condutor da embarcação

Quatro pessoas prestarão depoimento na Marinha, nesta segunda-feira (5), sobre o acidente com uma lancha que matou uma mulher e o filho dela, de três anos, na última sexta-feira (2), na Praia Branca, localizada entre as cidades de Bertioga e Guarujá, no litoral de São Paulo.

A Capitania dos Portos irá colher o depoimento de um militar do Corpo de Bombeiros, que participou do resgate das vítimas, de um guarda-vidas que estava na praia no momento do acidente, do condutor da lancha e do responsável pela marina onde a embarcação ficava atracada, em Bertioga.

O Capitão dos Portos do Estado de São Paulo, Ricardo Gomes, afirmou que os relatos iniciais sobre o acidente indicam que houve imprudência do condutor da embarcação.

De acordo com o Capitão dos Portos, o inquérito aberto pela Capitania dos Portos vai apurar se houve imperícia, imprudência ou negligência

 

Nota oficial na Capitania dos Portos em 02/05/2014:

A Capitania dos Portos de São Paulo (CPSP) informa que, por volta das 11h45

do dia 02 de maio de 2014, tomou conhecimento do acidente envolvendo a

embarcação “FRANGO”, de esporte e recreio, classificada para navegação

interior, que navegava nas proximidades do local denominado Prainha Branca,

Guarujá, a principio, com 9 (nove) tripulantes à bordo.

Imediatamente, a CPSP enviou uma equipe de peritos ao local a fim de obter

informações preliminares e apurar o ocorrido, constatando que, no momento do

acidente, o condutor fazia uma manobra de aproximação na faixa de areia para

desembarcar os passageiros, quando uma onda emborcou (virou) a

embarcação. Bombeiros, que estavam no local, conseguiram resgatar o

condutor e os alguns passageiros que, no momento, passam bem, porém, uma

senhora e uma criança, embora encaminhadas ao Pronto Socorro de Bertioga,

lamentavelmente, vieram a falecer.

A CPSP instaurará o competente Inquérito sobre Acidentes e Fatos da

Navegação (IAFN), com prazo de conclusão de até 90 dias. O referido Inquérito

apurará as causas determinantes do acidente, bem como possíveis

responsáveis.

Foto: Divulgação

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

Protected by WP Anti Spam