Centenas de pessoas estiveram ontem (04) em Maresias para assistir Gabriel Medina no O´Neill SP Prime em São Sebastião

O potiguar Ítalo Ferreira roubou a cena no show de aéreos ao tirar a maior nota do dia

O potiguar Ítalo Ferreira roubou a cena no show de aéreos ao tirar a maior nota do dia

Nesta segunda-feira (3), centenas de pessoas estiveram reunidas em Maresias para assistir a estreia de Gabriel Medina no O´Neill SP Prime. Adultos, crianças, amantes incondicionais do esporte, fizeram uma grande torcida esperando até o último confronto do dia, quando o número  um do mundo entrou no mar por volta das 17h30,  na praia onde ele mora, na Costa Sul de São Sebastião, Litoral Norte de São Paulo.

O primeiro dia foi marcado por show de aéreos e o potiguar Ítalo Ferreira fez a melhor manobra de todos para vencer a bateria com a nota 9,53. Medina também agitou o público nas ondas de três pés com boa formação para as manobras aéreas e passou em segundo lugar para a próxima rodada. Outro recordista do primeiro dia foi o australiano Julian Wilson com imbatíveis 18,16 pontos somando notas 9,33 e 8,83 em voos igualmente sensacionais.

“A bateria foi boa, o Ítalo acertou bons aéreos, eu também; ele acabou vencendo a bateria”, disse Medina. “Mas o importante era passar para a próxima fase e estou feliz por ter conseguido”, concluiu o surfista que, bastante assediado pela torcida nas areias de Maresias, atendeu aos fãs em seu caminho até a arena do evento.

Liderando o ranking mundial a maior parte do ano, Medina é a grande esperança do Brasil conquistar o seu primeiro título na etapa final do WCT, prevista para  acontecer entre 8 e 20 de dezembro em Banzai Pipeline, no Hawaii. Os únicos que ainda podem impedir este feito inédito na história do esporte brasileiro, são os experientes Kelly Slater e Mick Fanning, que juntos colecionam 14 títulos mundiais: 11 do norte-americano e três do australiano.

“Procuro não pensar nisso agora”, contou Medina. “Meu foco no momento é este campeonato, pois faz muito tempo que não tem um evento do Circuito Mundial aqui em Maresias. O último foi em 2010. Então quero aproveitar essa chance para conseguir um bom resultado. Só depois disso vou começar a trabalhar para o Hawaii, isto é, fazer uma preparação especial antes de viajar para lá para tentar o título mundial”, comentou. “Estou ansioso pra que chegue logo o campeonato e confiante também, mas agora meu foco é este evento, aqui na minha casa”, acrescentou.

Em cena

Mesmo com Ítalo Ferreira roubando a cena no confronto, Gabriel Medina foi o centro das atenções da torcida, que vibrou com sua classificação. O potiguar escolheu ficar sempre perto de Medina no mar, talvez por ele conhecer bem as ondas de Maresias. Ambos pegaram as direitas que entravam mais à esquerda da arena do evento, enquanto o havaiano Kiron Jabour e o paulista Magno Pacheco se colocaram do outro lado.

Ítalo  começou forte acertando um aéreo rodando de backside muito alto,  aterrisando com perfeição para arrancar a maior nota do dia, 9,53. Ele repetiu a manobra em outra boa direita e praticamente garantiu a vitória com a nota 8,00 desta onda. Mas, Medina também completou seus aéreos de backside para avançar em segundo lugar.

“Estou muito feliz por ter passado em primeiro lugar, pois era uma bateria difícil com o (Gabriel) Medina, o Kiron (Jabour) e o Magno (Pacheco), que conhecem bem essas ondas”, destacou Ítalo Ferreira, que na semana passada se sagrou vice-campeão mundial Pro Junior da ASP em Portugal, perdendo a final para o português Vasco Ribeiro. “O mar melhorou à tarde, o vento parou e ficou bom para mandar os aéreos nas direitas, então optei em mandar as manobras aéreas porque tinha que arriscar mesmo para vencer a bateria contra o Gabriel”, comentou. “Mas, o evento está só começando e o caminho ainda é longo para eu conseguir o resultado que preciso pra tentar já garantir minha vaga no WCT aqui neste evento”, reconheceu.

De acordo com o organizador, Sergio Pellegrino, o O´Neill SP Prime é o primeiro evento com status Prime a ser realizado no estado de São Paulo, onde nasceu a maioria dos brasileiros que integram a elite atual do ASP World Tour, como o próprio Gabriel Medina e Adriano de Souza, Miguel Pupo e Filipe Toledo.

A praia de Maresias já sediou cinco etapas do Circuito Mundial, nas temporadas de 1993, 1999, 2000, 2005 e 2010, todas vencidas por surfistas brasileiros.

Novidade

O secretário Fábio Lopez destacou a grande fase que São Sebastião está passando dentro no cenário mundial do surf, com os atletas Gabriel Medina, Miguel Pupo e Igor Moraes, que é também uma revelação do surf sebastianense, além de Robson Santos e Thiago Camarão, que vêm se credenciando para participar de competições como o O`Neill SP Prime.

Lopez explicou que a Prefeitura tem um trabalho sólido junto à Associação de Surfe Sebastianense e à Associação de Surfe de Maresias, com intuito de incentivar e dar condições aos atletas na base do esporte que é uma das principais características do município.

Uma novidade anunciada por ele é que, a partir de 2015, por determinação do prefeito Ernane Primazzi, a Administração repassará mensalmente uma verba para a Associação de Surf de São Sebastião, por meio de convênio – em fase de elaboração – , para que a entidade possa fomentar ainda mais o esporte.

Para o secretário, o O’Neill SP Prime,  inédito no Litoral Paulista, com a participação de grandes nomes do surfe nacional e internacional, além de toda a mídia presente no evento, coroa todo o trabalho realizado pelo Município. “Este evento coloca São Sebastião novamente no posto mais alto do surf em todo Litoral Paulista.  Certamente a cidade terá sua imagem divulgada em todo o mundo”, finalizou.

Serviço: Quem quiser pode assistir o campeonato ao vivo, via internet, pelo www.oneillspprime.com

(CC/RF)

Foto: Halsey Madeira e Munir El Hage | PMSS

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

Protected by WP Anti Spam