Governador Alckmin visita São Sebastião hoje (04) para lançamento da obra do Contorno Sul da Tamoios

Prefeito Ernane Primazzi, vereador Ernaninho Primazzi, com o Governador Geraldo Alckmin, na enseada hoje (04) em São Sebastião

Prefeito Ernane Primazzi, vereador Ernaninho Primazzi, com o Governador Geraldo Alckmin, na enseada hoje (04) em São Sebastião

O governador Geraldo Alckmin estará em São Sebastião nesta quarta-feira (4) para o lançamento da obra do Contorno Sul  da Rodovia dos Tamoios, que ligará a estrada ao Porto de São Sebastião.  O evento está previsto para às 10 horas, na avenida Dario Leite Carijo, 4200, no bairro do Jaraguá – Costa Norte da cidade.

Em outubro do ano passado o prefeito Ernane Primazzi (PSC) liberou a Certidão de Uso e Ocupação do Solo para a construção do Contorno Sul – obra que faz parte da duplicação da Rodovia dos Tamoios.

O empreendimento, que foi alvo de várias reclamações pelo Município, passou por três revisões após as reivindicações apresentadas, até chegar ao projeto final.  Primazzi anunciou que tanto a Transpetro como o governo do Estado, em uma conquista inédita, atenderam as alterações propostas pela Administração.

“Discutimos à exaustão e o resultado foi fantástico. Não atingimos 100%, mas precisamos admitir que conseguimos um final bem próximo do desejado, principalmente se compararmos com os projetos iniciais, apresentados em 2007, quando o empreendimento começou a ser debatido”, enfatizou o prefeito,  que fez questão de destacar o apoio do presidente da Transpetro, Sergio Machado, na luta pelas modificações no traçado da obra.

As principais mudanças acontecerão nos bairros mais atingidos – Topolândia, Jaraguá e Morro do Abrigo.

Na Topolândia, região central do município, a alteração será feita em um recuo de 14 a 15 metros para dentro da área da Petrobras, onde o trecho passará paralelamente ao tanque de armazenamento, deixando com isso de desapropriar mais de 100 casas que seriam atingidas.

No Jaraguá, na costa norte de São Sebastião, também com um recuo e uma alteração em um trevo do projeto, as negociações conseguiram que a obra seja executada por cima do bairro (próximo ao morro) e desemboque diretamente no bairro da Enseada, o que diminuirá o número de casas desapropriadas para 25 moradias.

Já no Morro do Abrigo a alteração fica por conta de inserir todas as casas que estejam em um raio de 25 metros  das estruturas de sustentação dos viadutos no programa de desapropriação opcional (caso os proprietários prefiram) já que ficou comprovada a inviabilidade do traçado neste trecho ser feito por meio de túneis.

A obra está orçada em R$ 1,940 bilhão, sendo que deste valor o montante de R$ 1,340 bilhão é destinado para a obra física (empreendimento) e o restante, R$ 600 milhões, para pagamentos de indenizações por conta das desapropriações, reassentamento (construção de casas padrão CDHU), compensação ambiental, gerenciamento de projetos e outros.

(VM)

Foto: Divulgação/PMSS

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

Protected by WP Anti Spam