Menina de nove anos morreu enforcada nesta quinta-feira (30) em uma escola municipal de Caraguatatuba

Ela foi encontrada com o tecido usado para atividades acrobáticas no corpo

Ela foi encontrada com o tecido usado para atividades acrobáticas no corpo

Menina de nove anos morreu enforcada na noite desta quinta-feira (30) em uma escola municipal de Caraguatatuba, no litoral norte. O caso foi por volta das 18h no bairro Tinga, quando a criança se enforcou com um tecido usado para atividades acrobáticas.
Segundo a prefeitura, a menina estava brincando com o pano que fica preso ao teto do teatro da unidade, quando acabou se enforcando com ele. Ela foi encontrada já com o tecido envolvido no corpo. A polícia e a prefeitura não informaram detalhes da ocorrência, já que o caso está sendo investigado.
De acordo com o Serviço de Atendimento Móvel da cidade (Samu), que atendeu a ocorrência, a criança foi encaminhada ainda com vida para o pronto-socorro do bairro, mas não resistiu e faleceu no hospital.
Segundo a avó da criança, Pedrina Maria Neves, a estudante gostava de fazer aulas com os tecidos para acrobacias. “Ela era uma menina tranquila, estudiosa e inteligente. Ela era ‘reinadeira’ como toda criança. Quero que a Justiça seja feita. Nenhum professor pode entregar o aluno para saber para quem”, afirmou.
O corpo começou a ser velado durante a madrugada no Cemitério Municipal. O enterro está previsto para as 13h no local.
A polícia abriu inquérito pra investigar se existe um responsável pela morte e deve chamar pais, professores e outros funcionários da escola para serem ouvidos. Na delegacia, a ocorrência foi registrada como homicídio culposo, quando não há intensão de matar, mas ninguém é apontado como responsável pelo caso.
A Prefeitura de Caraguá foi procurada e informou que a criança é filha de uma funcionária da unidade e por isso ainda estava no local, mesmo após o horário de aula. Também afirmou que abrirá uma sindicância interna para apurar o caso e presta toda assistência à família da criança.
“Não sabemos os detalhes ainda, nem como foi que isso aconteceu. O caso está sendo investigado e têm muitas dúvidas que a polícia vai nos informar. Lamentamos muito por perder uma aluna”, afirmou a secretaria de Educação Ana Lúcia Billard.
O espaço onde aconteceu o acidente faz parte do Centro de Educação e Desenvolvimento Maria Elma Mansano, inaugurado em julho de 2013. O Cide é um complexo formado por três escolas municipais, ginásio e teatro. Além das aulas e oficinas, o local também recebe apresentações artísticas.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

Protected by WP Anti Spam