Prefeito de Ilhabela discorda de “pedágio” do Parque Estadual na Estrada dos Castelhanos e defende municipalização

O prefeito de Ilhabela classificou os valores propostos como “abusivos” e prejudiciais ao turismo, já que não há contrapartida. “Se a Fundação Florestal está com dificuldade de administrar, vamos municipalizar o Parque. Com estas medidas estão prejudicando o desenvolvimento do turismo em nossa cidade”.  Toninho Colucci ainda ressalta a principal utilização da estrada. “A maioria que utiliza a estrada o faz para ter acesso à Praia dos Castelhanos e não para visitação ao parque”, frisou o prefeito

O prefeito de Ilhabela classificou os valores propostos como “abusivos” e prejudiciais ao turismo, já que não há contrapartida. “Se a Fundação Florestal está com dificuldade de administrar, vamos municipalizar o Parque. Com estas medidas estão prejudicando o desenvolvimento do turismo em nossa cidade”.
Toninho Colucci ainda ressalta a principal utilização da estrada. “A maioria que utiliza a estrada o faz para ter acesso à Praia dos Castelhanos e não para visitação ao parque”, frisou o prefeito

O prefeito Toninho Colucci (PPS), não concorda com a cobrança de taxa para acesso ao Parque Estadual na Estrada dos Castelhanos, conforme portaria normativa da Fundação Florestal – órgão vinculado à Secretaria Estadual do Meio Ambiente – publicada no último dia 4 e que entra em vigor a partir desta quarta-feira (19/11). Em fevereiro deste ano, em reunião com representantes da Fundação Florestal para tratar sobre a tabela de valores apresentada, Colucci disse que a medida seria prejudicial ao turismo da cidade.
O prefeito de Ilhabela classificou os valores propostos como “abusivos” e prejudiciais ao turismo, já que não há contrapartida. “Se a Fundação Florestal está com dificuldade de administrar, vamos municipalizar o Parque. Com estas medidas estão prejudicando o desenvolvimento do turismo em nossa cidade”.
Toninho Colucci ainda ressalta a principal utilização da estrada. “A maioria que utiliza a estrada o faz para ter acesso à Praia dos Castelhanos e não para visitação ao parque”, frisou o prefeito.

O que diz a norma

Pela nova regulamentação, o Parque Estadual de Ilhabela vai cobrar taxa de R$12 por pessoa para utilizar a Estrada de Castelhanos, sendo que a cobrança já começa nesta quarta feira (19/11). A Fundação Florestal, vinculada à Secretaria de Estado do Meio Ambiente, publicou em 4 de novembro de 2014, no Diário Oficial, a Portaria Normativa FF/DE 218/2014, que dispõe sobre os novos valores para ingresso de pessoas nos parques estaduais. Os valores passam a vigorar a partir de 19 de novembro de 2014. Além dos 10 parques que já praticam a cobrança, o Parque Estadual Ilhabela também cobrará ingresso de pessoas para visitação da Trilha da Água Branca e da Estrada Parque dos Castelhanos.
Moradores de todo o município de Ilhabela, incluindo membros da comunidade tradicional, comerciantes e proprietários de segunda residência da Baía dos Castelhanos serão isentos de cobrança. Os casos de isenção de moradores devem ser formalizados mediante cadastro prévio nos parques, conforme regulamento específico de cada unidade. Crianças com até 12 anos, adultos com mais de 60 anos e pessoas com deficiência também são isentos. Estudantes legalmente identificados pagam meia-entrada.
Os ingressos podem ser adquiridos diretamente nos parques de acordo com o seu horário de funcionamento.

Recuperação da Estrada

O prefeito de Ilhabela relembrou a luta para conseguir a recuperação dos cerca de 17km da estrada que corta o Parque Estadual e que dá acesso à Praia dos Castelhanos. “Em 1º de janeiro de 2009 quando assumimos o governo nem trator de esteira chegava, a comunidade dos Castelhanos estava abandonada, só conseguia vir para o centro pelo mar. Hoje, a realidade é outra. Numa parceria com Estado, recuperamos as pontes ao longo da estrada, foram feitas diversas passagens de água, canaletas de drenagem, mais de 100 bueiros e linhas de tubo e seis muros de arrimo em encostas, o que mudou totalmente as condições de tráfego na estrada.
O investimento na obra de recuperação da Estrada dos Castelhanos chegou a R$ 4,3 milhões. Além de todo o sistema de drenagem e das novas pontes de madeira, a obra incluiu ainda a contenção de encostas e a perenização com solo-brita do trecho do cume até a praia. O projeto da estrada passou pelo Conselho Consultivo do Parque Estadual. Em 2010, numa parceria Estado e Prefeitura, obras foram realizadas para garantir o acesso e totalizaram o investimento de R$ 3 milhões.

Foto: Divulgação/PMI

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

Protected by WP Anti Spam