São Sebastião comemora o Dia do Caiçara hoje (29) na praia de Boiçucanga

A cidade de São Sebastião comemora neste domingo, 29, com apoio da Secretaria de Cultura e Turismo (Sectur) do município, o Dia do Caiçara em Boiçucanga, na Costa Sul.

Organizada pela jornalista Silvia Amparo e pela funcionária pública municipal aposentada Lavínia de Matos, a festa tem como principal objetivo o resgate das tradições e dos costumes dos nativos. “Sempre tive vontade de realizar algo relacionado ao caiçara, mas me faltava oportunidade”, conta Silvia, que é caiçara do bairro de Cambury e se diz muito emocionada ao ouvir a história de seus antepassados.

Atualmente, segundo ela, os nativos só se encontraram em situações casuais do cotidiano. “Hoje em dia não há mais reunião de caiçaras. É difícil acontecer uma visita aos amigos e ter aquele bate papo alegre olhando nos olhos. O desenvolvimento e a tecnologia chegaram à região, mas acabou afastando os nativos”, comenta a jornalista.

De acordo com Silvia, o evento é o pioneiro de muitos outros que deverão ser realizados em benefício da cultura caiçara. “A ideia é cadastrar e posteriormente lutar por melhorias e projetos voltados aos caiçaras”, afirma. Um de seus objetivos futuros é a criação de um museu do caiçara, onde o visitante conhecerá a história dos antigos de cada bairro da região e todo o município. “Esperamos que o evento seja bem prestigiado e a gente consiga obter mais dados relacionados à rica cultura caiçara. Com o material, vou correr atrás de empresários para concretizar este sonho”, declara.

Expectativa

Evento faz parte do Calendário Oficial e visa o resgate das tradições e costumes dos nativos

Evento faz parte do Calendário Oficial e visa o resgate das tradições e costumes dos nativos

A expectativa da organização é que a festividade seja um sucesso. “Queremos que haja muita alegria e confraternização entre os caiçaras, principalmente com relação aos mais idosos que não se veem há muito tempo”, acrescenta Lavínia, que já atuou pela Secretaria de Cultura e Turismo da cidade no desenvolvimento de vários eventos voltados à cultura da região.

Ela conta que seus familiares sempre foram envolvidos em festas. “Apesar de toda dificuldade da época, eles conseguiam fazer ótimos eventos tradicionais”, lembra.

Além de evidenciar o dia do caiçara, o evento visa unir os remanescentes dos bairros entre, Toque Toque Grande e Boracéia e, dar ênfase especial ao “dicionário verbal típico caiçara”, o qual será revisto e acrescido de antigos termos, vocábulos ou expressões já esquecidos pelos atuais moradores da região.

Entre as atrações da festa estão a apresentação de bandas musicais compostas por caiçaras; degustação de comida típica; “contação” de causos pela historiadora local – Neide Palumbo; Folia de Reis; projeção de filmes e documentários sobre a vida e os costumes dos nativos; apresentação de projeto elaborado por caiçaras: árvore genealógica com mais de quatro mil nomes; entre outros.

Cadastramento

O ponto mais alto do evento é o cadastramento de toda população caiçara presente, com amplo registro fotográfico e filmagem. “É uma maneira de garantir a sequência dos esforços de preservação da comunidade”, destaca a organização, que espera atrair mais de mil pessoas entre moradores, veranistas e turistas.

Comemorado em 15 de março em conformidade com a Lei Municipal 460/85, a festa só acontecerá no próximo domingo devido a contratempos.

O termo caa-içara é de origem tupi-guarani. No contexto cultural, a junção das duas palavras significa literalmente “armadilha de galhos” (caa = galhos, pau, mato / içara = armadilha). A expressão também designa as comunidades de pescadores tradicionais nascidos na região litorânea dos estados do Paraná, São Paulo e sul do Rio de Janeiro.

Serviço – Com entrada franca, o evento será realizado, das 10h às 17h, na Praça da Mentira, localizada em frente à capela Nossa Senhora da Conceição e nas imediações da barra do Rio Boiçucanga, onde há concentração de pescadores.

(RS|VM)

Foto: Divulgação e Ricardo Faustino/PMSS

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

Protected by WP Anti Spam